Atualização do iOS14 e o acesso à localização

A atualização do iOS14, sistema operacional da Apple, lançada em 16 de setembro, surpreendeu a muitos, inclusive aos desenvolvedores de aplicativos. Novos recursos incluem uma tela inicial redesenhada e experiência com o a plataforma, assim como novos recursos em Mensagens e Mapas. Entre as chamativas mudanças de design está um novo recurso de privacidade que dá mais controle e transparência aos usuários, permitindo-lhes controlar quais aplicativos têm acesso à sua localização precisa. 

Anteriormente, os Serviços de Localização do iOS da Apple davam aos usuários a capacidade de definir quando os aplicativos poderiam coletar seus dados de localização, limitando os desenvolvedores de aplicativos a três opções: Nunca, Pergunte na próxima vez ou Enquanto estiver usando o aplicativo. Esta nova alternância de localização "Precisa" adiciona uma nova dimensão de controle que permite aos usuários controlar o quão precisos os dados de localização são também. Quando a alternância de "Localização Precisa" é desligada, os aplicativos só terão acesso a uma localização aproximada representada por uma área de alguns quilômetros (15 km) de diâmetro. 

Este movimento faz parte do esforço da Apple para aumentar a privacidade dos usuários do iOS e devolver-lhes o controle sobre seus dados. Nos últimos dois anos, tem havido uma crescente conscientização de quantos aplicativos estão coletando dados precisos de localização. Enquanto para alguns aplicativos, a coleta de dados de localização é necessária para que o produto funcione corretamente, para a grande maioria a localização aproximada é suficientemente boa.

Os aplicativos de condições climáticas são um exemplo, entre muitos outros, que coletam a localização precisa sem uma clara necessidade. Embora a localização geral seja relevante para um boletim meteorológico preciso, não está claro por que a localização precisa é necessária. Da mesma forma, os aplicativos imobiliários podem ser capazes de oferecer uma experiência mais personalizada para os usuários com dados aproximados de localização, mas a necessidade de uma localização exata e precisa dos usuários não é óbvia. Embora estes exemplos de aplicativos possam cair em uma área cinzenta em relação à necessidade de informações precisas de localização, há pouca dúvida que um aplicativo de retoque de fotos não precise de localização precisa para editar selfies. Estes exemplos ilustram a necessidade de mais transparência em torno da localização e o iOS14 deu um passo na direção certa.

A atualização do iOS14 é um reconhecimento de que, em muitos casos, a localização aproximada é suficientemente boa. Nos casos em que os desenvolvedores de aplicativos querem fazer uso de localização precisa, os usuários terão transparência e controle sobre o acesso aos seus dados. Agora os desenvolvedores são responsáveis por convencer os usuários a conceder e manter essas permissões. Dar aos usuários a capacidade de selecionar dados de localização aproximada significa que os desenvolvedores precisarão fazer seu caso demonstrando como os usuários se beneficiarão, talvez através de uma melhor experiência do usuário ou maior segurança, em troca de permissão para coletar seus dados precisos de localização.

Embora talvez não intuitivos, os dados de localização são utilizados por instituições financeiras e lojas e-commerce para garantir a proteção do usuário. Durante anos, os principais bancos têm usado os dados de localização para determinar se os titulares dos cartões estão viajando para garantir transações seguras e convenientes. Hoje, ao nos depararmos com preocupações de saúde, as transações sem contato com a maquininha na loja cresceram 65% desde essa mesma época no ano passado. Neste caso, dados precisos de localização são fundamentais para garantir transações seguras para apoiar formas inovadoras de pagamento.

E os especialistas concordam. A GDPR, uma das mais abrangentes regulamentações de privacidade de dados, reconheceu recentemente que o uso de dados pessoais para fins de prevenção de fraudes não requer consentimento explícito, pois é usado para o benefício direto do usuário. A própria Apple reconheceu a importância da localização quando anunciou uma exceção à estrutura da AppTrackingTransparency para segurança e prevenção de fraudes. 

A chave é a transparência. Garantir que os usuários mobile tenham conhecimento e controle de como suas identidades digitais são construídas e usadas é tanto seu direito como incrivelmente importante para sua segurança contínua. O uso consentido de dados fornecidos pelos usuários levará a uma maior confiança entre os usuários e as empresas que os servem e é um passo importante em direção a um mundo digital mais seguro. 

Na Inloco, apoiamos o movimento da Apple em direção a uma maior privacidade dos usuários. Esta última atualização do iOS exige que os desenvolvedores de aplicativos adotem os padrões de privacidade que sempre mantivemos relacionados às informações de localização. Esperamos que isso gere mais consciência sobre os usos legítimos dos dados de localização precisos. 

Saiba mais sobre nosso compromisso com a privacidade e o uso de dados de localização

Mais recentes

Como o Pix promete mudar nossa relação com o dinheiro

O Pix promete transformar completamente a relação do brasileiro com o dinheiro, possivelmente, até o limite futuro do papel moeda sumir.

O impacto econômico e social do Pix - Pagamentos Instantâneos no mundo

Muitos países pelo mundo já implementaram sistemas como o Pix. Listamos 6 impactos econômicos e sociais que podem ser replicados no Brasil.

Quanta fricção cada banco digital impõe para os usuários no Brasil?

Conheça o Índice de Fricção no Onboarding e veja quais são os apps financeiros e métodos de verificação de identidade impõe mais fricção para os usuários.